“É importante por aqueles trabalhadores, importante por trabalhadores que trabalham em empresas ligadas à Autoeuropa e é importante no fundo para o clima de paz social, estabilidade e crescimento económico que se tem vivido em Portugal nestes últimos dois anos”, disse aos jornalistas Marcelo Rebelo de Sousa.

Falando à margem de uma visita a uma escola do concelho de Loures, o chefe de Estado comentava desta forma o anúncio feito hoje pela Autoeuropa da intenção de avançar com um horário de trabalho de laboração contínua, de forma a dar resposta ao volume de produção para satisfazer as encomendas do novo veículo T-Roc para 2018.

No entanto, essa intenção já foi rejeitada duas vezes pela Comissão de Trabalhadores da fábrica de Palmela.

Sem querer referir-se diretamente a esta situação concreta, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu a necessidade da Autoeuropa “continuar a ser um exemplo não apenas de excelência e qualidade, mas também de convivência social”.

Em comunicado, a administração da Autoeuropa afirmou ser “indiscutível a necessidade de ter no início do novo ano um modelo de trabalho que responda às encomendas dos clientes para a primeira metade de 2018, sob risco” de a empresa entrar “em incumprimento com o programa de produção”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.