Numa nota de imprensa, a autarquia informa que a decisão foi tomada na última reunião de executivo e pretende descontar o valor da água utilizada pelos munícipes no combate ao incêndio do dia 15 de outubro, que consumiu mais de 80% da mata nacional do concelho da Marinha Grande.

Nas zonas abrangidas, a correção dos valores faturados será efetuada por aplicação do consumo registado no mesmo período em 2016 ou, se tal não for possível, pelo último consumo médio apurado entre duas leituras consideradas válidas.

Para o efeito, os consumidores devem formalizar o pedido de correção dos valores nos serviços do Gabinete de Atendimento ao Munícipe, situado no Edifício da Resinagem ou, preferencialmente, através de correio eletrónico, para aguas@cm-mgrande.pt, indicando o número de cliente, o número da fatura a corrigir e a leitura atual do contador, refere a nota.

A autarquia alerta que só é possível efetuar a correção dos desvios de consumo mediante a indicação da leitura atual do contador de água.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.