No local onde, normalmente, primeiro se sentem as consequências da subida do caudal do rio Douro, a tranquilidade impera, apesar da presença das águas, e, tirando uma ou outra pessoa à janela, ninguém parece ter deixado de jantar para vir acompanhar o evoluir da situação.

No local, contudo, está de prevenção uma equipa de mergulhadores dos Bombeiros Sapadores do Porto, que trouxeram um barco para auxiliar um eventual resgate de pessoas.

Pelas 17:00, a Proteção Civil fez saber que prevê uma subida entre um metro e um metro e meio do caudal do rio Douro, sendo que cerca de 50 minutos depois o rio galgou a margem.

O comandante da capitania do Porto, capitão Cruz Martins, tem previsto fazer o ponto da situação cerca das 20:00.

O pico da maré cheia vai acontecer cerca das 22:30.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.