Segundo Mário Jorge Nunes, numa primeira análise, os equipamentos municipais mais afetados são os pavilhões desportivos, o edifício da cadeia onde funcionam os serviços municipais técnicos, de ação social e juventude, o edifício dos Paços do Concelho e as oficinas municipais.

Além disso, "há todo um conjunto de equipamento urbano: abrigos de autocarros, ecopontos e sinalética, que ficaram destruídos no concelho", adiantou o autarca, que esta tarde esteve reunido com os presidentes das juntas de freguesia para avaliarem os estragos.

O presidente do município estima que, "pelas contas dos serviços técnicos, só para as infraestruturas desportivas é preciso mais de 600 mil euros".

Depois de reunir com o ministro da Administração Interna, que garantiu energia elétrica ainda esta noite para a sede de concelho, Mário Jorge Nunes disse que se ficasse resolvida a questão do abastecimento elétrico "ficariam resolvidos 99% dos problemas”.

O autarca salientou que existem estabelecimentos comerciais com "graves prejuízos" devido à falta de eletricidade e adiantou que as escolas não vão funcionar na segunda-feira por falta de condições.

"A Escola Secundária Martinho Árias foi atingida na sua cobertura e as escolas do primeiro ciclo foram também atingidas, portanto não há condições para receberem as crianças segunda-feira, além de que a falta de energia iria forçosamente impedir o seu funcionamento", disse.

O presidente do município de Soure adiantou ainda que o abastecimento de água já foi restabelecido em algumas zonas do concelho com recurso a geradores e que durante a noite de hoje a vila de Soure e localidades do quadrante norte "também terão água".

"Tudo leva a crer que mais de metade do concelho terá água até de manhã" [de segunda-feira], sublinhou.

Noventa por cento das habitações de oito das dez freguesias de Soure sofreram danos na sequência do furacão Leslie, confirmou hoje Mário Jorge Nunes, que vai decretar estado de calamidade pública no concelho.

O autarca disse à agência Lusa que quatro famílias já foram realojadas em casas de familiares e que estão a sensibilizar uma pessoa para ser encaminhada para um lar ou para uma unidade hoteleira.

O presidente do município explicou também à Lusa que irá cancelar um evento que estava agendado para terça-feira, na qual eram esperados mais de 200 especialistas em saúde mental, além de membros do Governo e de variadas associações.

A EDP Distribuição declarou hoje o Estado de Emergência para o distrito de Coimbra, o mais grave previsto no seu plano de atuação, e admite recorrer a meios internacionais para reparar os danos causados pela tempestade tropical Leslie.

A passagem do Leslie por Portugal, no sábado e hoje, provocou 28 feridos ligeiros e 61 desalojados.

A Proteção Civil mobilizou 8.217 operacionais, que tiverem de responder a 2.495 ocorrências, sobretudo queda de árvores e de estruturas e deslizamento de terras.

O distrito mais afetado pelo Leslie foi o de Coimbra, onde a tempestade, com um “percurso muito errático”, se fez sentir com maior intensidade, segundo o comandante nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.