De acordo com o plano de desenvolvimento operacional da rede, apresentado em conferência de imprensa, em Lisboa, está previsto o prolongamento da Linha Amarela do Rato ao Cais do Sodré, com duas novas estações na Estrela e em Santos.

O custo desta obra é de 216 milhões de euros, com recurso a fundos comunitários e a empréstimo no BEI — Banco Europeu de Investimento.

Os concursos devem avançar no 2.º semestre de 2018, estando prevista a entrada ao serviço no final de 2021.

Está também prevista a aquisição de 33 novas carruagens, num investimento estimado de 50 milhões de euros, bem como a remodelação das estações de Arroios, Areeiro, Colégio Militar, Olivais e Baixa-Chiado, para permitir a circulação de comboios de seis carruagens em toda a Linha Verde, com um investimento estimado em 16,2 milhões de euros.

O plano foi apresentado pelo presidente do conselho de administração da empresa, Vitor Domingues dos Santos, numa cerimónia com as presenças do ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, e do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina.

O prolongamento do Rato ao Cais do Sodré, com as novas estações da Estrela e Santos, irá ligar as linhas Amarela e Verde, "fechando o anel e transformando—se numa única linha circular".

A expansão será feita através de um túnel de dois quilómetros até à Estrela e daqui para Santos, sendo a última fase de ligação entre Santos e o Cais do Sodré uma construção a céu aberto.

Está previsto que a estação da Estrela fique junto ao antigo Hospital Militar e em frente à Basílica, cuja praça deverá ser requalificada, enquanto a de Santos ficará junto ao edifício dos Sapadores Bombeiros de Lisboa.

O documento prevê o prolongamento da Linha Vermelha entre São Sebastião e Campo de Ourique, com duas estações nas Amoreiras e em Campo de Ourique.

Este prolongamento tem um custo estimado de 186,7 milhões, mas neste caso não há uma data de conclusão prevista, "por ausência de garantias de financiamento". No entanto, a empreitada "deverá vir a ser financiada durante o próximo ciclo de fundos comunitários", segundo o plano.

O prolongamento da Linha Vermelha a Campo de Ourique representa mais dois quilómetros de linha, estando previsto que a nova estação das Amoreiras seja localizada na Avenida Conselheiro Fernando de Sousa, junto ao cruzamento com a Avenida Engenheiro Duarte Pacheco, enquanto a de Campo de Ourique será junto à Escola de Saúde Pública Militar.

Será ainda construída uma ligação pedonal subterrânea entre a estação do Rato à Praça de Santa Isabel, permitindo o acesso às Amoreiras.

Para este ano, o Governo prevê ainda ampliar o cais da estação de Arroios e reabilitar instalações, nomeadamente as escadas mecânicas da estação Baixa-Chiado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.