Os apoiantes da reunificação exibiam as bandeiras nacionais da Roménia e da República da Moldávia, que são praticamente idênticas, e entoavam frases de ordem como “Unidade” e “Bessarábia, terra romena”, numa referência ao antigo nome da Moldávia.

A Moldávia, que fica entre a Roménia e a Ucrânia, uniu-se ao território romeno em 1918 e foi anexada pela então União Soviética em 1940.

O território moldavo ganhou a independência em 1991.

Segundo a AP, os manifestantes aplaudiram um grupo de várias dezenas de romenos que se juntou à ação em defesa da reunificação depois de ter participado numa marcha, intitulada como a “Marcha Centenária”, que percorreu 1.300 quilómetros e que teve início na Roménia no passado dia 01 de julho.

O grupo de romenos foi impedido de entrar na Moldávia durante esta semana e ficou retido durante vários dias na fronteira.

A polícia fronteiriça moldava justificou que os romenos representavam uma ameaça à ordem pública.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.