"As pessoas podem vir para a peregrinação com tranquilidade, com a convicção de que o sistema está capaz de responder àquilo que são naturalmente ocorrências que acontecerão quando se junta quase um milhão de pessoas. Sabemos que pequenos acidentes, pequenas situações de doença aguda, vão ocorrer", disse Adalberto Campos Fernandes aos jornalistas, após uma visita ao dispositivo operacional da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) e do Instituto Nacional de Emergência Média, que inclui um hospital de campanha.

O governante disse esperar que estes operacionais tenham "uma boa estadia e o mínimo de trabalho possível", e destacou o trabalho dos profissionais do INEM no âmbito de uma "operação de grande envergadura" que a ANPC está a conduzir "com uma irrepreensível competência".

Para Adalberto Campos Fernandes, é importante passar uma mensagem aos portugueses, aos peregrinos e a todos aqueles que se deslocam a Fátima neste período, "de que o sistema está organizado e a responder num quadro de grande cooperação e articulação".

O ministro deixou ainda uma palavra de reconhecimento aos profissionais do INEM.

"Também fiz questão de aqui vir para dar uma palavra de incentivo aos profissionais do INEM, que estão aqui em grande número, num esforço adicional, porque têm de continuar a cobrir as necessidades do país. Mas, naturalmente, para um evento que é muito importante para Portugal e para os portugueses, e que mais uma vez Portugal, seguramente, vai conseguir assegurar com a maior competência e a maior tranquilidade", assegurou o governante.

Segundo dados do INEM, estão empenhados 136 operacionais deste organismo de socorro, nos dias de hoje e de sábado, durante os quais são esperadas mais de 800.000 pessoas.

O papa Francisco presidirá hoje e sábado às celebrações do Centenário das Aparições e à cerimónia de canonização de Jacinta e Francisco Marto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.