Em comunicado, a PJ refere que o detido, de 37 anos, é o presumível autor de um crime de abuso sexual de criança, ocorrido em São João da Madeira.

De acordo com a investigação, os factos tiveram lugar após um período de contactos mantidos com a vítima, através das redes sociais, na sequência de conhecimento travado em ginásio, onde o agressor é monitor.

"Com o pretexto da realização de avaliação física da vítima, de 13 anos, esta terá sido seduzida a expor-se e, finalmente, a aceitar um encontro de natureza sexual com o agressor, que tinha pleno conhecimento da idade da menor", refere a mesma nota.

A PJ adianta ainda que se encontra a apurar se este homem poderá ser responsável por outros crimes da mesma índole, atendendo, designadamente, ao meio social e atividade profissional que o mesmo exerce.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.