“Faço votos para que tenha êxito, o seu êxito será o nosso êxito”, afirmou o antigo ‘número dois’ do PSD numa declaração na sede de campanha, na qual foi recebido com aplausos de pé e gritos “PSD, PSD” por algumas dezenas de militantes.

O social-democrata Luís Montenegro foi hoje eleito 19.º presidente do PSD com 73% dos votos, vencendo as eleições diretas a Jorge Moreira de Silva, que alcançou 27%, segundo os resultados provisórios anunciados pelo partido.

Na sua declaração na sede de campanha, em Oeiras (Lisboa), admitiu que o resultado que obteve não era o que pretendia, mas disse não ter nenhum arrependimento.

“Quando me candidatei, estava preparado para ganhar e para perder, se voltasse atrás faria exatamente o mesmo e não me perdoaria se não tivesse avançado”, assegurou.

Moreira da Silva considerou que a sua candidatura avançou num “contexto muito adverso”, há apenas cinco semanas e com o apoio de “zero estruturas distritais”.

“Eu sabia ao que vinha, sabia perfeitamente que o contexto era adverso […]. Quando avancei sabia perfeitamente que estava a desafiar uma probabilidade”, disse.

“Não me perdoaria se, tendo pensado o país, por tática ou por prudência mantivesse o plano no bolso à espera que me fossem buscar a Paris com a chave da São Caetano à Lapa [sede do PSD] na mão, isso não existe em política”, salientou.

Ainda assim, considerou que a sua candidatura cumpriu os objetivos de qualificar a democracia e dignificar papel de militantes.

Moreira da Silva voltou a criticar Luís Montenegro por ter recusado debates, considerando que tal contribuiu para a desmobilização dos militantes.

De acordo com os resultados provisórios, a abstenção nesta eleição rondou os 40%, quase o dobro da registada em 2021 e 2020.

“Seguramente não vim ao engano, candidatei-me com zero apoios, tivemos um resultado que não era o que pretendia, esperava vencer, mas julgo que o mérito das minhas ideias foi bem reconhecido”, defendeu.

Na sede de candidatura, assistiram à declaração de Jorge Moreira da Silva algumas dezenas de apoiantes, que o foram aplaudindo com entusiasmo, como a eurodeputada Lídia Pereira, as deputadas Lina Lopes e Joana Barata Lopes ou o ex-líder da concelhia de Lisboa Paulo Ribeiro.

O social-democrata Luís Montenegro foi hoje eleito 19.º presidente do PSD com 73% dos votos, vencendo as eleições diretas a Jorge Moreira de Silva, que alcançou apenas 27%, segundo os resultados provisórios anunciados pelo partido.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.