Segundo a CNN, Anthony Bourdain pôs fim à própria vida. O chef tinha 61 anos.

"É com muita tristeza que confirmamos a morte do nosso amigo e colega Anthony Bourdain", escreveu a CNN em comunicado oficial. "O seu amor pela aventura, por fazer amigos, pela boa comida  e bebida e as histórias memoráveis do mundo fizeram dele um contador de histórias único. Os seus talentos nunca cansaram de nos surpreender e iremos sentir muito a sua falta. Os nossos pensamentos estão com a filha e família neste momento incrivelmente difícil".

Atualmente, Bourdain estava em Estrasburgo, em França, a gravar um episódio da série que protagonizava na CNN e que tem recebido inúmeros prémios. Um amigo próximo, Eric Ripert, um chef francês, encontrou-o esta manhã inconsciente no hotel onde estava instalado.

A polícia e os serviços de emergência de Estrasburgo não possuíam informação sobre o que se tinha passado e a assistente de Bourdain, Laurie Woolever, declinou qualquer comentário, segundo  refere a Associated Press.

Bourdain construiu uma carreira ímpar tanto como chef mas também como figura dos media, tendo protagonizado vários programas de televisão e publicado vários livros. É, aliás, pelos livros que começa por se distinguir antes de se tornar estrela também de televisão, tendo publicado títulos como "Kitchen Confidential: Adventures in the Culinary Underbelly" (editado em Portugal com o título "Cozinha Confidencial Aventuras no submundo da restauração")  e "Medium Raw: A Bloody Valentine to the World of Food and the People Who Cook".

Como ajudar alguém em risco?

A comunidade pode ter um papel relevante na prevenção do suicídio. É importante ter a consciência de que a maior parte das pessoas que se suicidaram avisaram antes e que, portanto, nunca deveremos menorizar um aviso de suicídio.

Todas as pessoas que tenham ideias de suicídio devem procurar apoio imediato e a família deve lutar por esse apoio. Recorde-se a necessidade de tratar a depressão, que é uma doença e não um estado de espírito — e é tratável. Existe uma urgência de psiquiatria com atendimento imediato em muitos locais e que em todos os distritos há um serviço de psiquiatria com consultas.

Caso tenha pensamentos suicidas ou conheça alguém que revela sinais de alarme, fale com o médico assistente. Se sentir que os impulsos estão fora de controlo, ligue 112.

Outros contactos:

SOS Voz Amiga
Lisboa (atendimento das 16 às 24h)

21 354 45 45
91 280 26 69
96 352 46 60

SOS Telefone Amigo
Coimbra
239 72 10 10

SOS Estudante
Coimbra
808 200 204

Escutar - Voz de Apoio
Gaia
22 550 60 70

Telefone da Amizade
Porto
22 832 35 35

A Nossa Âncora
Sintra
219 105 750
219 105 755

Departamento de Psiquiatria de Braga
Braga
253 676 055

Brochura do INEM
Ler aqui.

Em televisão, estreou-se com o programa "A Cook's Tour" no Food Network que constituiu a rampa de lançamento para o muito aclamado "Anthony Bourdain: No Reservations" (Anthony Bourdain: Sem Reservas) no Travel Channel que ganhou dois Emmy e mais de uma dezena de nomeações.

Em 2013, Bourdain saiu dos canais de temas de cozinha, viagens e lifestyles para um dos principais canais televisivos de  informação, a CNN, onde rapidamente se tornou um dos principais rostos da estação e onde tinha atualmente em exibição a 11ª temporada de "Parts Unknown" (em Portugal em exibição no 24 Kitchen, "Anthony Bourdain: Viagem ao desconhecido")

É a CNN que hoje recorda as suas palavras ao receber o respeitado prémio Peabody em 2013, quando descreveu a forma como encara o seu trabalho: "Colocamos questões muito simples: O que te faz feliz? O que comes? O que gostas de cozinhar? E em todos os lugares do mundo que vamos fazemos as mesmas simples perguntas".

Em fevereiro de 2017, Bourdain esteve em Portugal, no Porto, a gravar um um novo episódio da série "Parts Unknown”. Duas iguarias em particular, as tripas à moda do Porto e a lampreia, terão motivado a escolha da cidade portuguesa para esta gravação. Esta era aliás uma das marcas distintivas de Bourdain — encontrar um pouco por todo o mundo histórias que o interessavam e que podia contar a através da sua arte enquanto chef, privilegiando sobretudo aquelas que lhe permitiam dar a conhecer as condições de populações marginalizadas  e também batalhar por melhores condições para quem trabalha em restaurantes.

Esteve em Portugal mais que uma vez, tendo programas em Lisboa, no Porto e nos Açores.

Além da cozinha, da escrita, da televisão e das viagens, Anthony Bourdain interessou-se pelo Jiu-jítsu brasileiro (BJJ), tendo ganho o cinto azul em 2015 e participado em várias competições da modalidade marcial. Sendo também fã de MMA (a ex-mulher era praticante da modalidade), Bourdain emprestou a voz à narração de um combate para um vídeo promocional de um combate do UFC (“Bad Blood: Jon Jones vs. Daniel Cormier”).

O seu trabalho como chef recebeu prémios de várias entidades e a sua originalidade e excentricidade foram amplamente adjetivadas, como por exemplo ao ter sido chamado pelo Smithsonian "the original rock star" do mundo da culinária (leitores, desculpem-nos mas vamos manter na versão original) ao "Elvis dos chefs mauzões" (ou para quem preferir, "the Elvis of bad boy chefs").

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.