David José Alves Rodrigues, fundador do “David da Buraca”, uma referência da restauração lisboeta, morreu na quarta-feira aos 82 anos.

A notícia foi inicialmente avançada pela Casa do Concelho de Ponte de Lima, vila da qual David Rodrigues era natural, e mais tarde confirmada pelo filho, Paulo Rodrigues, nas redes sociais: “Hoje o homem mais generoso, humano, trabalhador e amigo partiu, mas o seu legado fica vivo em todos aqueles que tiveram o prazer de se cruzar com ele no seu caminho”.

David José Alves Rodrigues nasceu no Cerquido, freguesia de Estorãos, concelho de Ponte de Lima, a três de abril de 1939, sendo o mais novo dos seis filhos. Mudou-se para Lisboa com apenas 12 anos para, na altura, trabalhar como empregado de carvoaria. Anos mais tarde, tornou-se empresário da restauração.

O restaurante de comida tradicional portuguesa, localizado na Buraca, no concelho da Amadora, fundado há 54 anos, começou por ser uma pequena tasca, cresceu e tornou-se num restaurante de referência, habitualmente frequentado por políticos, celebridades e futebolistas. Pela localização, perto de Benfica, tornaram-se célebres os grandes almoços com jogadores encarnados como Eusébio e Toni.

Atualmente, o David da Buraca é um grupo empresarial que detém, para além do restaurante com restaurante o mesmo nome, os restaurantes Solar de Benfica e David, em Benfica, a Quinta da Estrela, em Caneças, a cafetaria Jardins de Benfica e o estabelecimento de bordados, linhos e artesanato Bemequer, localizados igualmente em Benfica.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.