“Frank Borman foi um verdadeiro herói americano”, destacou o chefe da agência espacial norte-americana, Bill Nelson, citado num comunicado.

Este pioneiro da exploração espacial morreu na terça-feira no Estado do Montana, adiantou a NASA.

Apaixonado por aviação, iniciou a sua carreira como oficial da Força Aérea norte-americana.

“A sua experiência e conhecimento excecionais levaram-no a ser escolhido pela NASA para se juntar ao seu segundo grupo de astronautas”, frisou Bill Nelson.

Em 1965, Borman foi ao espaço pela primeira vez durante a missão Gemini 7, que durou 14 dias.

Esta missão realizou o primeiro encontro espacial, conseguindo chegar a algumas dezenas de centímetros da nave espacial Gemini 6.

A missão Apollo 8 descolou em dezembro de 1968, com Frank Borman e dois outros astronautas, James Lovell e William Anders, a bordo.

A famosa fotografia "Earthrise" foi tirada durante esta missão.

“O seu serviço à NASA e à nossa nação irá, sem dúvida, inspirar a geração Artemis a alcançar novas costas cósmicas”, destacou Bill Nelson.

A NASA planeia regressar à Lua com o seu programa Artemis, sucessor do Apollo.

A missão Artemis 2 deverá descolar no final de 2024 e circundar a Lua com uma tripulação a bordo, uma missão comparada à Apollo 8.

Desta vez, a NASA quer estabelecer uma presença humana duradoura na Lua, com o objetivo de tornar o satélite natural da Terra um trampolim para missões tripuladas a Marte.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.