"Creio que é importante neste momento de mudança de ciclo sublinhar uma palavra de grande apreço, de reconhecimento e de agradecimento ao doutor Pedro Passos Coelho por todo o trabalho que desenvolveu na liderança desse Governo", afirmou Assunção Cristas as jornalistas.

À chegada à sessão de encerramento do 37.º Congresso do PSD, em Lisboa, a líder centrista não comentou quaisquer outras matérias, vincando a "nota pessoal e institucional" sobre Pedro Passos Coelho na direção dos sociais-democratas, a quem desejou "os maiores sucessos pessoais e profissionais".

"Fiz parte de um Governo difícil a quem eu creio que o país deve muito, um Governo liderado pelo doutor Pedro Passos Coelho", recordou Assunção Cristas.

"Fiz parte com muito orgulho, com o conjunto do CDS, com o doutor Paulo Portas a liderar o CDS, num momento em que o país estava na bancarrota e em que foi possível, depois de muitos sacrifícios dos portugueses e de muito esforço desse Governo, devolver aos portugueses esperança, iniciar um ciclo de crescimento económico e de redução do desemprego", acrescentou.

Assunção Cristas foi ministra do Governo do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho entre 2011 e 2015 e lidera hoje a delegação do CDS que está presente na sessão de encerramento do congresso do PSD, em Lisboa.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.