Fonte do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa disse à agência Lusa que o mestre da embarcação foi transferido para o Hospital de Torres Vedras com pressão no tórax.

O alerta para o afundamento da embarcação de recreio foi dado por telefone às 08:18, tendo sido enviada para o local uma lancha da Capitania de Cascais.

Três embarcações de recreio ajudaram a resgatar os náufragos, que, cerca das 09:00, já estavam em terra, onde foram assistidos pelo INEM, que encaminhou um deles para o Hospital de Torres Vedras.

As mesmas embarcações ainda tentaram rebocar o barco acidentado, mas o naufrágio acabou por se concretizar 2,6 milhas a sudoeste da Praia da Calada, na Ericeira.

Foi entretanto promulgado um aviso relativo à embarcação afundada, que constitui um perigo para a navegação.

A operação foi coordenada pelo Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa), em articulação com o Capitão do Porto de Cascais e o INEM - Centro de Orientação de Doentes Urgentes no Mar (CODU-Mar).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.