O navio “Vitaspirit”, com pavilhão de Malta e procedente do Egito, dirigia-se para o mar Negro quando teve um problema nas máquinas que deixou o leme bloqueado, segundo informações da cadeia de televisão turca NTV.

Muito perto da segunda ponte de Istambul, o barco embateu na margem asiática do estreito do Bósforo, que liga os mares Negro e Mármara, e a proa chocou com o edifício conhecido como Hekimbasi Salih Efendi, da época otomana, destruindo grande parte dos andares superiores.

Conhecido por ter feito parte do cenário do filme “Rosso Istanbul”, do realizador turco-italiano Ferzan Özpetek, o edifício, datado do século XVIII, é uma das 620 “yali”, tipo de casas otomanas construídas totalmente em madeira, na margem do Bósforo, habitualmente residência de vizires ou embaixadores.

As cerca de cem “yali” que ainda estão de pé são hoje património histórico e são das casas mais caras do mundo, podendo chegar a dezenas de milhões de euros.

Do incidente não resultaram vítimas, mas o tráfego marítimo no Bósforo foi interrompido durante horas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.