O Partido Nacionalista Escocês deverá obter o melhor resultado da sua história numas eleições europeias, depois de ter feito uma campanha crítica do ‘Brexit’, tendo conseguido eleger mais um eurodeputado, ficando com três dos seis lugares escoceses no Parlamento Europeu, do total de 73 atribuídos a todo o Reino Unido.

Durante uma visita a Dublin, na Irlanda, Nicola Sturgeon sustentou que foi a posição clara contrária à saída do Reino Unido da União Europeia que permitiu ao Partido Nacionalista Escocês sair como vitorioso da noite eleitoral europeia na Escócia, com 37,8% dos votos, bem à frente do Partido do ‘Brexit’ — o vencedor no Reino Unido — que naquela região teve 15% dos votos e elegeu apenas um eurodeputado.

Na contagem de votos na Escócia, o terceiro lugar foi para o Partido Liberal Democrático, pró-europeu, com 13,9%, que relegou para quarto lugar os Conservadores (11,7%) e para quinto os Trabalhistas (9,3%).

Para Nicola Sturgeon, a vitória do Partido Nacionalista Escocês indica “de forma enfaticamente clara” a rejeição da saída do Reino Unido da União Europeia, recordando que o Partido do ‘Brexit’, que defende a saída com ou sem acordo, ficou a larga distância.

“Não só ganhámos as eleições, como temos uma vantagem de 20 pontos sobre os nossos rivais mais próximos”, disse a primeira-ministra escocesa, para quem este resultado é também uma declaração de confiança ao seu governo.

Sturgeon realçou ainda a pesada derrota do Partido Trabalhista, que considerou ter sido “um colapso”, devido à sua indecisão relativamente ao ‘Brexit’.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.