Jamal Khashoggi, residente nos Estados Unidos e colunista do diário Washington Post, foi assassinado a 2 de outubro de 2018, no consulado da Arábia Saudita em Istambul.

Os Estados Unidos acusaram no final de fevereiro o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, de ter “validado” o assassínio de Khashoggi.

Numa carta aberta agora publicada pelo Post, Hatice Cengiz, noiva do jornalista, pede a Bieber que cancele  o concerto agendado para o próximo dia 5 de dezembro, na cerimónia de inauguração do Grande Prémio de Jeddah, da Fórmula 1.

Além de Justin Bieber, irão ainda atuar o rapper A$AP Rocky, os DJ’s David Guetta e Tiesto e o cantor Jason Derulo.

Agora Cengiz apela a que o cantor não deixe que o “seu nome e talento” sejam utilizados para “restaurar a fama de um regime que mata os seus críticos”.

“Não cantes para os assassinos do meu querido Jamal. Por favor, fala e condena o seu assassino, Mohammed bin Salman [MBS]. A tua voz será ouvida por milhões. Se recusares ser um peão de MBS, a tua mensagem será alta e clara: ‘eu não atuo para ditadores. Eu escolho a justiça e liberdade em vez do dinheiro’”, acrescenta.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.