O governo espanhol vai introduzir portagens em 12 mil quilómetros de “vias rodoviárias de alta capacidade” e a medida deverá ser estendida às estradas estatais e às auto-estradas geridas pelas comunidades autónomas. Segundo noticia o Público, a medida está a preocupar os operadores rodoviários portugueses que têm de atravessar o país, uma vez que os custos das exportações devem verificar um aumento.

Para Portugal, a medida afeta principalmente as autoestradas que ligam Vilar Formoso a Burgos (360 quilómetros) e Caia a Madrid (400 quilómetros), onde passam 45% dos veículos pesados de mercadorias que cruzam as fronteiras portuguesa.

A Antram estima um aumento dos custos entre 6% e 8% nas exportações para França e de 5% a 7% para a Alemanha. Pedro Polónio, presidente da Antram, estima que as novas portagens poderão representar para cada camião um custo extra de 60 a 90 euros.

A medida está incluída no Plano de Recuperação, Transformação e Resiliência apresentado pelo governo de Pedro Sánchez a Bruxelas. Esta decisão tem como objetivo "alinhar" Espanha com os restantes países europeus, onde a maioria das autoestradas já contam com portagens.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.