O balanço de vítimas mortais aumentou com a morte de um menino de três anos, que desde sábado estava hospitalizado e cuja irmã, de apenas 10 meses, tinha também morrido.

Em conferência de imprensa, o autarca de Niteroi, Rodrigo Neves, referiu que o morro não estava sinalizado como de alto risco nos estudos técnicos.

Segundo as autoridades, o deslizamento aconteceu quando uma pedra se deslocou de uma área ambientalmente protegida, localizada acima do morro.

O governo local declarou oficialmente três dias de luto e assegurou que dará apoio às 22 famílias desalojadas.

No terreno têm estado cerca de 200 membros dos bombeiros, proteção civil e 80 militares, que na madrugada de hoje encontraram quatro cadáveres.

A ajudar nos resgates têm estado também voluntários.

Em 2010, apenas a 15 minutos da Boa Esperança, no morro de Bumba, 48 pessoas morreram num deslizamento provocado por intensas chuvas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.