"Em suma, se na comparação com o passado verificámos avanço e se na relação com as médias nacionais encurtamos distancias, temos razões para estarmos pelo menos moderadamente satisfeitos. Esta satisfação, que eu repito e sublinho é moderada, é uma satisfação que eu gostaria de repartir com os estudantes e professores", disse Avelino Meneses, em conferência de imprensa na Biblioteca Pública e arquivo regional de Ponta Delgada.

O responsável máximo admitiu, no entanto, que gostaria que "os resultados fossem ainda melhores", mas destacou a melhoria dos resultados relativamente ao ano passado nas disciplinas de Francês, Espanhol, História A, Matemática A, Português, Desenho A, Geometria Descritiva, Economia, Filosofia, Historia B, Literatura Portuguesa e Matemática B.

"No conjunto das vinte disciplinas que estão em consideração, a média regista uma subida em 12 casos, ou seja, em 60% das disciplinas, e uma descida somente em oito casos, ou seja, em 40%. Os nossos alunos, em 2016, obtiveram média positiva em um quarto das disciplinas, ou seja, em cinco, os nossos alunos agora em 2017 obtiveram média positiva em metade do total das disciplinas, ou seja, em dez", explicou.

Avelino Meneses destacou ainda como "indicador positivo" o facto de haver "uma aproximação entre a média regional e a média nacional".

"No conjunto das 20 disciplinas, em 12 delas, em 60%, obtivemos uma aproximação à media nacional e apenas em oito delas, em 40%, registamos uma divergência da média nacional", disse.

Segundo o secretário regional da Educação, houve um retrocesso relativamente ao ano passado em oito disciplinas, nomeadamente em Alemão, Inglês, Biologia/Geologia, Física e Química A, Geografia A, História e Cultura das artes, Latim A e Matemática Aplicada às Ciências Sociais.

Avelino Meneses revelou ainda que "a média dos Açores é superior à média nacional" em apenas três disciplinas, nomeadamente, em Inglês, História e Cultura das Artes e Matemática B.

Questionado pelos jornalistas quanto a novas medidas a implementar nos Açores para melhorar os resultados dos alunos açorianos, o responsável pela educação na Região lembrou o programa Pro-Sucesso Açores pela Educação, que está em vigor há dois anos.

"Esse plano é um plano a prazo, a 10 anos, e que está em implementação há dois anos e que, entretanto, vem registando alguns indicadores positivos que nos satisfazem moderadamente, eu diria que estes resultados de exames nacionais hoje divulgados vêm coincidir com os resultados dos últimos dois anos, com melhorias moderadas", sublinhou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.