"Esta é uma escolha que cabia ao grupo parlamentar tomar. Da parte da direção do partido afirmar aquilo que tive ocasião de confidenciar aos nossos deputados: qualquer escolha mereceria da nossa parte um total apoio e uma confiança absoluta e inabalável", afirmou o líder centrista.

Francisco Rodrigues dos Santos falava aos jornalistas no final de uma reunião com o PS, na sede daquele partido, em Lisboa, no dia em que os cinco parlamentares do CDS elegem um novo líder. O único candidato é o deputado Telmo Correia.

"Todos os quatro deputados, excluindo a Cecília Meireles porque mostrou indisponibilidade para se manter no lugar, seriam obviamente excelentes candidatos", assinalou Rodrigues dos Santos.

Segundo o presidente do CDS, a direção do partido está igualmente confiante que "a nova liderança parlamentar manterá os níveis de lealdade, cooperação institucional e de trabalho profícuo com a direção do partido, à semelhança daquilo que aconteceu com Cecília Meireles".

"E estamos certos que esse será o rumo preferencial que adotaremos", vincou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.