Carlos César assumiu esta posição no final da reunião semanal da bancada socialista, na Assembleia da República, depois de interrogado se estava excluída a possibilidade de os funcionários públicos terem um aumento do respetivo salário base em 2019.

"Pensamos que é possível trabalhar - e estamos a trabalhar - para ver se há também um aumento da remuneração base, pelo menos até a um determinado nível salarial", respondeu o presidente do Grupo Parlamentar do PS.

Perante os jornalistas, o líder da bancada socialista referiu que em 2019, em média, os funcionários públicos terão aumentos na ordem dos 2,9% "por via da entrada em vigor dos descongelamentos".

Do ponto de vista político, Carlos César advertiu, contudo, que "a postura do PS é a de evitar que, até à conclusão das negociações que envolvem o Orçamento do Estado para 2019, sejam anunciadas manifestações de concordância ou de discordância".

"Apenas o fazemos com caráter excecional, quando entendemos que é absolutamente necessário clarificar o nosso posicionamento, tal como fizemos a propósito das questões referentes à especulação imobiliária", declarou o presidente do Grupo Parlamentar do PS, numa alusão às propostas do Bloco de Esquerda sobre este tema.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.