À saída do VII Congresso Nacional da Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE), que decorre hoje e sábado na Universidade Católica, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa foi questionado pelos jornalistas sobre as audiências com os partidos políticos que convocou para a próxima segunda-feira, no Palácio de Belém, em Lisboa.

“É muito simples: é o Orçamento do Estado, que está agora numa fase importante, que é a votação na especialidade, e depois será a votação final global”, afirmou.

Segundo uma nota divulgada na quinta-feira no sítio oficial da Presidência da República na Internet, estas audiências realizam-se "no quadro dos contactos regulares" com os partidos políticos.

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu pela última vez os partidos com assento parlamentar há três meses, entre 01 e 02 de fevereiro, na sequência das eleições legislativas antecipadas de 30 de janeiro, tendo em vista a indigitação de António Costa como primeiro-ministro.

Neste momento, decorre na Assembleia da República a discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2022, agora com o PS com maioria absoluta de deputados.

Na generalidade, a proposta de Orçamento apresentada pelo Governo contou com os votos contra de toda a oposição exceto PAN e Livre, que se abstiveram. A votação final global está marcada para 27 de maio.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.