O sinistro verificou-se na zona industrial de Cesar e, após o alerta às 10:09, a chefia das operações foi confiada aos Bombeiros Voluntários de Vale de Cambra.

O comandante dessa corporação, Victor Machado, declarou à Lusa que em causa esteve "uma fábrica de recolha de resíduos como borracha, espuma, metais e carvão" e afirmou que, embora a origem do fogo ainda seja desconhecida, "o incêndio não esteve relacionado com o mau tempo" associado à tempestade Leslie.

Nas operações estiveram envolvidos 77 operacionais de diferentes corporações do distrito de Aveiro, apoiados por 24 viaturas.

"Neste momento o incêndio já entrou em fase de rescaldo e estão cá as máquinas a retirar os resíduos, o que ainda será trabalho para muitas horas", conclui o comandante da corporação de Vale de Cambra.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.