Esta vaga de incêndios obrigou centenas de pessoas a saírem das suas casas e atingiu a terceira maior cidade do país, Haifa.

Quatro equipas de combate a incêndios originárias da palestina vão ajudar os meios israelitas no terreno.

Rússia, Turquia, Grécia, Itália, Croácia e Chipre também estão a ajudar Israel no combate às chamas, enquanto os Estados Unidos enviaram um avião especial de combate a incêndios Boeing 747.


A polícia Israelita informou esta sexta-feira que já foram detidas 12 pessoas por suspeitas de fogo posto. O Primeiro-ministro Israelita, Benjamin Netanyahu, diz que estes atos de fogo posto devem ser tratados como se de terrorismo se tratassem.

As chamas começaram este terça-feira e alastraram-se rapidamente devido ao forte vento que afetou a região.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.