"Meng Meng e os seus dois filhotes estão bem", disse o diretor do zoológico de Berlim, Andreas Knieriem, citado num comunicado.

Os dois pandas gigantes nasceram no sábado à noite com um intervalo de uma hora, após 147 dias de gestação, e pesam 186 e 136 gramas. Ainda não se sabe qual o seu sexo.

Como os pandas "geralmente só criam um bebé após o nascimento de gémeos", o zoológico decidiu ajudar ativamente Meng Meng, "mantendo os filhotes numa incubadora várias horas por dia", explicou.

"Existem apenas 1.864 pandas gigantes adultos na natureza e cada bebé contribui para a conservação da espécie", lembrou Knieriem.

Meng Meng e o macho Jiao Qing vivem na capital alemã desde junho de 2017, tendo sido apresentados ao público pela chanceler Angela Merkel e pelo presidente chinês Xi Jinping. Estes pandas são os únicos animais da espécie atualmente visíveis no país e o nascimento dos gémeos é o primeiro da Alemanha.

A fêmea foi inseminada artificialmente para aumentar as hipóteses de fertilização, mesmo que os dois animais tenham acasalado.

A transferência para Berlim destes pandas gigantes, considerados tesouros nacionais na China, foi mais um episódio da "diplomacia dos pandas" estabelecida por Pequim para manter boas relações com os seus parceiros.

Meng Meng e os seus filhotes por enquanto não serão visíveis ao público.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.