"O vento da guerra ainda sopra e chegam-nos notícias inquietantes sobre o risco de uma possível catástrofe humanitária na Síria, que levamos no nosso coração, na província de Idlib", declarou o Papa diante de milhares de fiéis na Praça de São Pedro.

Francisco renovou o pedido de "diálogo" e "negociação" para "preservar os civis".

Há vários semanas que o governo sírio acumula forças militares nas fronteiras da província de Idlib, último grande reduto insurgente do noroeste da Síria.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.