O resultado já era esperado e a grande expectativa era o sentido de voto (abstenção ou “não”) do Partido Popular (PP, direita), o segundo maior partido espanhol, que acabou por votar contra o projeto ao lado dos partidos que apoiam o executivo minoritário liderado pelo Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) e do qual faz também parte o Unidas Podemos (extrema-esquerda).

A moção de censura foi rejeitada por 298 dos 350 deputados do congresso dos Deputados (câmara baixa das cortes espanholas) e apenas recebeu o apoio dos 52 membros do Vox, não tendo havido qualquer abstenção.

Esta foi a quinta moção de censura desde o início da atual época democrática espanhola, iniciada em 1976.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.