Num comunicado divulgado na sua página da internet, a Transtejo/Soflusa informa que “prevê a interrupção temporária do serviço” nas ligações fluviais de Cacilhas, Montijo, Seixal e Trafaria, na tarde de terça-feira, e do serviço na ligação fluvial do Barreiro na tarde de quinta-feira.

De acordo com o dirigente do Sindicato dos Trabalhadores Fluviais Carlos Costa, os plenários foram agendados para apresentação aos trabalhadores da proposta das empresas de aumento salarial na ordem dos 0,9%, valor que a estrutura sindical considera insuficiente tendo em conta a inflação.

As empresas têm a mesma administração e ambas asseguram as ligações fluviais entre a margem sul e Lisboa, mas a Transtejo é responsável pelos terminais do Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão, no distrito de Setúbal, enquanto a Soflusa faz a travessia entre o Barreiro e o Terreiro do Paço, em Lisboa.

No caso dos terminais de Almada, a empresa estima que as ligações fluviais entre Cacilhas e o Cais do Sodré sejam interrompidas na terça-feira entre 14:05 e as 17:35, enquanto as da Trafaria/Porto Brandão para Belém devem parar entre as 13:00 e as 18:00.

No mesmo dia, a travessia entre o Seixal e o Cais do Sodré pode parar entre as 14:00 e as 17:50 e, no Montijo, entre 13:30 e as 18:00.

Na quinta-feira, por motivos de realização de plenário convocado por organizações sindicais representativas dos trabalhadores da Soflusa, está prevista a interrupção do serviço regular entre o Barreiro e o Terreiro do Paço das 12:30 às 15:35.

Segundo as empresas, em caso de paralisação do serviço regular, os terminais e estações são encerrados, nos períodos indicados, por questões de segurança.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.