"Pedro Rolo Duarte nunca deixou de manifestar livre e ativamente as suas opiniões, acompanhando criticamente as mudanças da sociedade contemporânea e convidando-nos a refletir e a interrogar o país com apontamentos de ironia, mas também de profunda esperança", lê-se no comunicado do ministro da Cultura.

Castro Mendes recordou o facto de grande parte do trabalho de Pedro Rolo Duarte ter sido dedicado "a importantes suplementos culturais, como o Jornal Se7e e as revistas Vida, K e DNA, que ajudou a fundar".

O jornalista e radialista Pedro Rolo Duarte morreu hoje de manhã, em Lisboa, aos 53 anos, vítima de cancro.

Filho dos jornalistas Rolo Duarte e Maria João Duarte, nasceu em 16 de maio de 1964, em Lisboa.

Iniciou-se no jornalismo aos 17 anos, a escrever textos para o suplemento juvenil do Correio da Manhã, tornando-se depois colaborador desta publicação.

Fez parte dos corpos redatoriais dos jornais Se7e, de que viria a ser diretor adjunto, e do semanário Independente, tendo integrado a equipa inicial do semanário dirigido por Miguel Esteves Cardoso e Paulo Portas. Trabalhou igualmente nas revistas K e Visão, de que foi editor.

Criou e dirigiu o DNA, suplemento cultural do Diário de Notícias, publicado entre novembro de 1996 e janeiro de 2006. Foi subdiretor deste jornal de 2004 a 2005. Entre 2009 e 2010 fundou e editou o projeto “Nós” no jornal i.

Escreveu os livros "Fumo - Deixar de Fumar é Lixado", "Sozinho em Casa" e "1001 Ideias Para as Suas Mensagens Escritas" e manteve o blogue Pedro Rolo Duarte, no Sapo, no qual escreveu até ao início deste mês.

Na RTP concebeu e apresentou programas como "Tempos Modernos", "VivaMúsica", "Falatório" e "Fala Com Elas", para o qual mobilizou nomes como a curadora Bárbara Coutinho, a autora Isabel Stilwell, a psicóloga Joana Amaral Dias e a cantora Manuela Azevedo.

Na rádio estreou-se em 1984, na Rádio Renascença, e passou depois para a Rádio Comercial FM, onde, entre outros programas de autor, realizou "Só Com Gelo" e "20 anos".

Na Antena 1, em anos mais recentes, realizou “Pedro Rolo Duarte” e “Janela Indiscreta”. No derradeiro, o magazine semanal “Hotel Babilónia”, contou com João Gobern, com quem trabalhou desde os anos iniciais do semanário Se7e.

Pedro Rolo Duarte era cronista do SAPO 24, onde escrevia todas as quinta-feiras.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.