"A CGD criou uma conta de apoio às vítimas desta tragédia. Ajude a espalhar esta mensagem. Por cada like na foto eu próprio contribuirei com 10 euros. Muito obrigado", referiu o treinador de 39 anos na sua publicação no Instagram.

A iniciativa mereceu rasgados elogios por parte dos seus seguidores, tendo o técnico feito uma nova publicação, poucas horas depois, anunciando que iria transferir cerca de 100 mil euros em apoio às vítimas.

"O meu muito obrigado a todos os que contribuíram na minha página em favor das famílias das vítimas da tragédia de Pedrógão Grande. Amanhã serão transferidos 100 mil euros em apoio às mesmas. Força Portugal", escreveu.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) anunciou hoje a abertura de uma conta solidária para com as vítimas do incêndio que afeta Pedrógão Grande e outros dois concelhos do distrito de Leiria e a doação de 50 mil euros.

A conta designa-se “Unidos por Pedrógão”, informou fonte oficial, e os donativos podem ser feitos usando o IBAN PT50 0035 0001 00100000 330 42.

O banco público anunciou ainda que vai criar “condições diferenciadas para os seus clientes atingidos pela calamidade”.

O fogo, que deflagrou às 13:43 de sábado, em Escalos Fundeiros, concelho de Pedrógão Grande, alastrou depois aos concelhos vizinhos de Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, no distrito de Leiria.

O último balanço dá conta de 61 mortos, 54 feridos e dezenas de deslocados, estando por calcular o número de casas e viaturas destruídas.

O Governo decretou três dias de luto nacional.

[Notícia atualizada às 18:47 com a nova publicação nas redes sociais do treinador português.]

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.