Fonte da PJ disse hoje à Lusa que o detido “era uma das pessoas mais procuradas pelo sistema judicial” de Espanha, por suspeitas de ter “defraudado o erário público em valor superior a 11 milhões de euros”.

O cidadão, que há muito era procurado pelas autoridades espanholas, foi localizado em Portugal durante uma operação conjunta do grupo ENFAST- European Network of Fugitive Active Search Teams, do qual a Polícia Judiciária é o representante nacional e teve a colaboração da GNR de Esposende.

O detido será presente na segunda-feira ao juiz de instrução criminal do Tribunal da Relação de Guimarães para que lhe seja aplicada uma medida de coação e abertos os procedimentos para a sua extradição para Espanha.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.