O anúncio surgiu no seguimento da pergunta feita pelo partido ecologista "Os Verdes", relativa à precariedade laboral, nomeadamente, o "abuso ao recurso de contratos de trabalho temporário", referido pelo deputado José Luís Ferreira.

"Reforçámos a inspeção com 40 novos inspetores provenientes do concurso interno e em janeiro entrarão em funções 80 novos inspetores provenientes do concurso externo", respondeu António Costa.

O primeiro-ministro sublinhou a necessidade de "reforçar a fiscalização do combate à precariedade para acompanhar a alteração legislativa" já em vigor.

Os ecologistas questionaram ainda o primeiro-ministro relativamente a uma alegada transferência da "pasta do amianto" do Ministério do Ambiente para o Ministério das Finanças.

António Costa respondeu que "não há transferência de competências" nesta matéria, mas admitiu que a execução passe pelo ministério das Finanças embora as verbas - "o baú" - sejam do Ambiente.

José Luís Ferreira voltou a abordar uma questão já levantada no último debate quinzenal relativa ao aeroporto do Montijo, questionando Costa se o governo tenciona alterar o decreto-lei que obriga a um parecer favorável de todas as autarquias envolvidas.

O primeiro-ministro remeteu a questão para a Autoridade Nacional de Aviação Civil, dizendo que, após a "devida apreciação" da entidade, logo se verá.

No passado debate quinzenal o primeiro-ministro, José Luís Ferreira invocou o decreto-lei 186, de 2007, que obriga a que a construção de um aeroporto esteja dependente de "uma apreciação prévia de viabilização da Autoridade Nacional de Aviação Civil" (ANAC).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.