Em comunicado, a Polícia Judiciária adianta que a Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes apreendeu, nos últimos dias, cerca de 1,6 toneladas de uma substância identificada laboratorialmente como sendo BMK (Fenil1-porpanona2), que é utilizada na produção de drogas sintéticas.

Segundo a PJ, a substância em causa chegou a Portugal por via aérea proveniente de um país asiático e tinha como destino final um outro país europeu, para onde seguiria por via terrestre caso não tivesse sido apreendida.

A substância foi importada por membros de um grupo organizado transnacional tendo em vista a produção de elevadas quantidades de drogas sintéticas, designadamente de ecstasy, adianta aquela polícia.

A PJ refere ainda que contou com a colaboração da Autoridade Tributária, estimando-se que a substância apreendida permitiria a produção de cerca de 10 milhões de comprimidos de ecstasy.

A investigação vai continuar a cargo da Polícia Judiciária, que conta com o apoio da Europol e autoridades de outros países europeus.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.