"Na sequência do desaparecimento, nos circuitos de distribuição, de 430 embalagens de 10 unidades cada uma o medicamento de uso humano designado Fentanilo Basi", a Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes, "iniciou prontamente uma investigação" e na sequência das diligências de investigação "foi possível localizar e apreender, no decurso da corrente semana, a totalidade das embalagens que tinham sido dadas como desaparecidas", informa a polícia em comunicado.

A mesma força acrescenta que "perante os elementos apurados não se procedeu à constituição de qualquer arguido, prosseguindo a investigação a cargo da Polícia Judiciária para total e completo esclarecimento dos factos".

No caso está uma denúncia de 7 de março, do Infarmed, sobre o desaparecimento de mais de 400 unidades do medicamento Fentanilo Basi, um potente analgésico usado também como componente da anestesia.

“Atendendo a que não se pode afastar a possibilidade das unidades do lote acima referido serem transacionadas no circuito legal, no caso de se verificar a deteção, cedência ou aquisição de unidades do lote acima mencionado, deverá ser investigada a sua proveniência, nomeadamente se a origem é de um distribuidor autorizado pelo Infarmed”, referiu a autoridade do medicamento à data.

A substância fentanil é usada na analgesia de curta duração ou quando necessário para período pós-operatório imediato e também como componente analgésico da anestesia geral e suplemento da anestesia local.

Trata-se de um opióide 50 vezes mais potente do que a heroína que é usado igualmente no caso de dores extremas provocadas por doenças crónicas e oncológicas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.