A agência avança que a maioria dos detidos são estrangeiros, mas não especifica se os suspeitos estavam ligados à preparação de algum atentado terrorista.

A maioria das detenções foi feita nas províncias de Ancara, Istambul, Konya, Bursa, Andana e Sanliurfa, tendo a polícia turca apreendido também material que vai ser avaliado pelos investigadores.

Segundo a agência turca, cerca de 150 alegados membros do EI foram detidos na província de Sanliurfa, que faz fronteira com a Síria, após comandos antiterroristas lançarem ataques simultâneos em várias casas.

Mais de 75 alegados terroristas foram detidos na província de Konya, 60 em Ancara, 46 em Bursa, 25 em Adana e 18 em Istambul.

As cerca de 400 detenções acontecem um mês depois de um atentado numa discoteca em Istambul, na noite de passagem de ano, e que vitimou 39 pessoas, o qual foi reivindicado pelo Estado Islâmico.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.