“Caso não haja contratempos na entrega das vacinas”, está previsto “começar a vacinar mais de 100 mil pessoas por dia” a partir da próxima semana.

O coordenador do grupo de trabalho da vacinação em Portugal prevê que dentro de um mês e meio a população portuguesa tenha alcançado uma "grande proteção".

À RTP3, Gouveia e Melo antecipou que na terceira semana de maio esteja concluída a vacinação do grupo etário dos 60 anos.

O coordenador revelou ainda que, entre as mais de duas mil doses administradas da vacina da Johnson&Johnson (apenas a maiores de 50 anos) ainda não se detetaram casos de reações adversas, em Portugal.

Sobre a ocorrência de filas nos centros de vacinação devido à duplicação de agendamentos por via central e via eletrónica, o vice-almirante lamentou e admitiu "uma falha". Gouveia e Melo voltou a lembrar que "o processo é complexo".

"Aprendemos no processo. Vacinamos em cerca de 250 centros, ter acontecido em dois, três, quatro centros, não é que seja perdoável... Queremos um sistema perfeito mas nem sempre conseguimos", reconheceu.

Doentes em consultas externas podem ser vacinados nos hospitais 

“Estamos a organizar um processo em que todos os doentes que estão em consulta externa, porque são doentes mais graves, também sejam vacinados no contexto hospitalar imediatamente dentro das próprias consultas dos hospitais”, afirmou o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo em entrevista à RTP3.

Segundo o responsável do plano de vacinação que se iniciou no final de 2020, este procedimento “facilita muito o processo” de vacinar as pessoas com doenças e constitui também uma “vacinação mais segura”.

“Estamos a preparar o processo. Não costumámos demorar muito tempo a preparar estes processos”, disse Gouveia e Melo, que admitiu que esta vacinação em contexto hospitalar possa arrancar já na próxima semana.

Um em cada quatro portugueses já recebeu a primeira dose da vacina

Segundo o relatório semanal da vacinação, 2.568.344 pessoas já foram vacinadas contra o vírus SARS-CoV-2, das quais 341.313 na última semana, enquanto 915.246 já têm a vacinação completa com as duas doses, o que equivale a 9% da população.

No total, já foram administradas 3.483.599 doses de vacinas desde que se iniciou o plano de vacinação contra a covid-19 em 27 de dezembro de 2020, indicam os dados da DGS.

Por grupos etários, 93% dos idosos com mais de 80 anos já receberam a primeira dose (632.941) e 82% (557.022) já concluíram a vacinação.

Na faixa entre os 65 e os 79 anos, 71% (1.137.503) também já tomou a primeira dose da vacina, percentagem que cai para apenas 7% (117.416) no que se refere à segunda toma.

O terceiro grupo mais vacinado é o das pessoas entre os 50 e os 64 anos, no qual 19% (400.759) foi vacinado com a primeira dose e 4% (88.720) tem a vacinação completa contra a covid-19, adianta ainda o relatório.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.