A presidente da Autoridade do Medicamento (Infarmed), Maria do Céu Machado, integra o órgão de governação da estrutura, em representação do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes.

De acordo com a mesma fonte, os centros especializados, hospitais e centros académicos clínicos portugueses vão poder candidatar-se a integrar projetos de investigação conjuntos, que terão reflexos positivos na sua capacitação, “integração das melhores práticas” e promoção junto dos pares.

Espera-se também um melhor acesso a fundos internacionais de investigação e desenvolvimento, nomeadamente provenientes de programas europeus e da indústria.

A criação de emprego qualificado e a melhoria no acesso dos cidadãos a “terapias inovadoras”, pela atração de ensaios clínicos para Portugal, são outros impactos positivos enumerados pelo Infarmed.

Em comunicado, o Infarmed afirma ainda que a representação de Portugal poderá ser reforçada com a Agência de Investigação Clínica e Inovação Biomédica (AICIB), cujos estatutos estão a ser ultimados.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.