A manifestação foi convocada pelo Movimento Ibérico Antinuclear (MIA) com o lema “Fechar Almaraz e todas as outras” ("Cerrar Almaraz y todas las demás", em espanhol).

O MIA pretende que o Governo espanhol encerre as centrais nucleares existentes à medida que forem caducando as atuais licenças de exploração e defendem a passagem para um modelo energético “renovável, justo e sustentável”.

Nuno Sequeira, vice-presidente da Quercus - uma das associações que estão no MIA – disse à Lusa no início da semana, que a organização espera "muitos milhares" de manifestantes portugueses, espanhóis e outros europeus para "a manifestação ibérica contra as centrais nucleares, contra a construção de cemitérios nucleares, contra a unidade de Almaraz".

"Vamos ter certamente uma grande presença de portugueses, à semelhança do que tivemos há um ano em Cáceres", para os cidadãos "mostrarem aos dois governos que não querem energia nuclear, querem que o Governo espanhol anuncie imediatamente o encerramento dos centrais nucleares ainda em laboração e defina um calendário com tempo" para esse objetivo, salientou o ambientalista que falava em nome do MIA.

Para o movimento ibérico, "não faz sentido algum adiar este tipo de decisão", permitindo que as centrais continuem a funcionar e sejam "um perigo para a Península Ibérica e para toda a Europa".

Os portugueses vão deslocar-se a Madrid em autocarros disponibilizados pelas organizações do MIA, atualmente oito em Portugal.

A possibilidade de a central de Almaraz, localizada a cerca de cem quilómetros da fronteira portuguesa, ter licença para prolongar o funcionamento além de 2020 e a construção de um armazém para resíduos nucleares perto da unidade, tem suscitado oposição em Portugal e em Espanha.

A manifestação de Madrid sai de Atocha, ao lado da maior estação de comboios da capital, e termina na Praça de Legazpi, sendo apoiada por uma série de formações políticas, principalmente de extrema-esquerda, entre elas as espanholas Podemos e Esquerda Unida ou as portuguesas Bloco de Esquerda e Pessoas-Animais-Natureza.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.