“É das coisas mais penosas que podemos fazer naquelas funções”, lamentou Paulo Colaço, ao intervir no 40.º Congresso Nacional do PSD, já de madrugada,.

O presidente do Conselho de Jurisdição Nacional cessante pediu depois ao novo presidente do PSD, Luís Montenegro, e a Pedro Alves, indicado para coordenar as eleições autárquicas, que “unam, trabalhem para que nas próximas autárquicas menos gente tenha de sair do partido”.

Na sua intervenção, Paulo Colaço, que vai deixar hoje o Conselho de Jurisdição com a eleição dos novos órgãos de manhã e passar a coordenar a revisão estatutária, garantiu que não vai “desiludir” o novo presidente nas novas funções.

E agradeceu a Montenegro “por trazer de volta Matos Correia”, a escolha do novo presidente do PSD para liderar a lista ao Conselho de Jurisdição, defendendo que aprendeu “muito com ele” e afirmando que “é rigoroso que dói, brilhante que ofusca e enérgico que cansa”.

Em causa estão processos instaurados a militantes do PSD que apoiaram candidaturas adversárias do partido nas eleições autárquicas de setembro do ano passado.

A maioria dos processos relaciona-se com os municípios da Figueira da Foz, onde o antigo líder do PSD Pedro Santana Lopes foi candidato à câmara por um movimento independente (Pedro Machado era o candidato social-democrata), e a Oeiras, onde o líder da JSD Alexandre Poço concorreu contra Isaltino Morais, antigo ministro e ex-dirigente do partido.

Segundo o regulamento de disciplina do partido, constitui uma infração grave, punível com expulsão do partido ou suspensão até dois anos, “ser mandatário de lista ou mandatário financeiro, ou subscrever candidaturas que se apresentem a eleições e que concorreram em locais onde o PSD apresentou listas próprias, apoiadas estas pelos competentes órgãos do partido”.

O 40.º Congresso Nacional do PSD decorreu no Pavilhão Rosa Mota, no Porto. A reunião magna dos sociais-democratas arrancou na sexta-feira e termina hoje com a eleição dos novos órgãos do partido e o discurso de consagração do novo presidente, Luís Montenegro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.