"Se há pontos com que concordam e outros em que discordam, a opção é pela abstenção", afirmou Ferro Rodrigues, desabafando ainda: "se isto tem alguma lógica, vou ali e já venho".

Em causa estavam documentos da oposição, PSD e CDS-PP, mas também de bloquistas, comunistas e do PAN, fazendo recomendações ao Governo do PS com propostas para adoção de medidas de curto, médio e longo prazo de combate ao fenómeno da seca extrema e seus efeitos ambientais, económicos e sociais.

Com a divisão das votações pelos numerosos pontos de cada texto, os projetos de resolução ficaram algo desvirtuados, mas a maioria dos itens foi aprovada, sobretudo os textos de PAN, CDS-PP, PSD, enquanto as recomendações de BE e PCP mereceram mais "chumbos" por parte do PS.

PSD, CDS-PP, BE, PCP e PAN preconizavam, nas respetivas propostas, a criação de isenções várias na segurança social e outras contribuições, diminuição preços de energia e água e uma melhor gestão dos recursos disponíveis, especialmente junto dos produtores agrícolas e pecuários com "quebras de produção e aumento de custos", entre outras.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.