Os sindicatos e a CT da PT Portugal tinham solicitado uma reunião com a nova presidente executiva da operadora de telecomunicações detida pelo grupo Altice até 31 de agosto, mas apenas na segunda-feira, dia 1 de agosto, receberam a resposta, de acordo com Jorge Félix, presidente do STPT.

Na resposta, Cláudia Goya manifesta a sua "intenção e disponibilidade em receber os trabalhadores o mais breve possível, mas não antes de tomar conhecimento dos dossiês, de forma a fazer uma primeira avaliação dos assuntos relevantes", adianta a STPT, em comunicado.

"Estou empenhada e tenho, por norma, a promoção do diálogo construtivo e a auscultação dos diferentes pontos de vista", prossegue a executiva na resposta, salientando que é "mais importante reservar tempo de qualidade" para se reunir com a CT e sindicatos afetos à PT Portugal, "do que fazê-lo precocemente".

Nesse sentido, a executiva considera que "será útil e produtivo o encontro solicitado após tomar um primeiro contacto com a empresa, os negócios e as equipas", pelo que agenda o encontro para 06 de setembro, às 11:00.

"Considerando os sindicatos e a CT que são atendíveis os argumentos da nova presidente executiva, aguardaremos com expectativa a reunião aprazada para o dia 06 de setembro", afirmam os sindicatos e a CT.

Os trabalhadores da PT Portugal realizaram uma greve no dia 21 de julho em protesto contra a transferência (figura jurídica de transmissão de estabelecimento) de mais de uma centena de funcionários da operadora de telecomunicações para empresas do grupo Altice e da parceira histórica Visabeira.

Também hoje, as entidades representativas dos trabalhadores da PT Portugal pediram "com a maior brevidade" uma reunião com o Inspetor Geral da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT), Pedro Pimenta Braz, sobre a situação de trabalhadores sem funções e a transmissão de estabelecimento de 115 funcionários levadas a cabo pela administração da operadora.

O grupo Altice, que anunciou em 14 de julho que chegou a acordo com a espanhola Prisa para a compra da Media Capital, dona da TVI, numa operação avaliada em 440 milhões de euros, adquiriu a PT Portugal há dois anos.

[Nota: O SAPO 24 é a marca de informação do Portal SAPO, propriedade da MEO - Serviços de Comunicações e Multimédia, S.A., detida pelo Grupo Altice]

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.