“Na ONU, o Presidente de um país perguntou-me quem é que eu preferia dos dois candidatos (Clinton e Trump) e eu disse: ‘será que prefiro o mau ao pior ou o pior ao mau?”, disse Hassan Rohani, num discurso em Arak, no centro do Irão.

O Presidente mostrou-se chocado com a forma como os dois candidatos à eleição presidencial dos Estados Unidos “se acusam e insultam mutuamente”.

“Será que queremos uma democracia destas no nosso país? Uma eleição como esta?”, perguntou Hassan Rohani, respondendo: “O nosso orgulho é o nosso Islão (…) estamos orgulhosos do nosso Irão e do nosso Islão”.

Rohani disse ainda que nos Estados Unidos, “que afirmam ter uma democracia há 200 anos (…), a moral não existe”.

O candidato republicano Donald Trump já prometeu “rasgar” o acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano de julho de 2015 se for eleito, ao que o líder espiritual, Ali Khamenei, respondeu que se “o Sr. Trump o fizer, isso vai queimá-lo”.

O Presidente Rohani, um religioso moderado eleito em 2013, deverá ficar um último mandato de quatro anos, depois das eleições presidenciais de maio de 2017.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.