"Leo Varadkar apresentou esta noite ao presidente a sua renúncia. De acordo com a Constituição, o primeiro-ministro e o governo continuarão a exercer as suas funções até à nomeação dos sucessores ", anunciou a assessoria do político.

Esta decisão era esperada porque o partido centrista, o Fine Gael, ficou em terceiro nas eleições legislativas de 8 de fevereiro, nas quais nenhum partido conquistou a maioria.

O forte avanço do Sinn Fein perto do período das legislativas mudou o panorama político irlandês, dominado há um século pelos grandes partidos políticos de centro-direita, o Fianna Fail e o Fine Gael, respetivamente.

As negociações entre partidos políticos para formar uma possível coligação estão paralisadas.

Nesta quinta à noite os três partidos, assim como os Verdes, apresentaram aos 160 deputados que se reuniram na câmara baixa do Parlamento irlandês um candidato ao cargo de primeiro-ministro.

A líder do partido nacionalista Sinn Fein, Mary Lou McDonald, obteve a maior quantidade de votos. McDonald contou com o apoio de 45 deputados, mas ainda ficou distante dos 80 votos necessários para ter a maioria parlamentar.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.