Com cartazes onde lê “tratem os polícias com dignidade”,”a vida dos polícias importa” ou ainda “só não há dinheiro para a polícia” e vestidos maioritariamente de preto, o protesto foi promovido por 13 organizações da PSP e da GNR.

Pela organização sindical da polícia, Pedro Carmo disse à Lusa que será entregue em breve no MAI um memorando com reivindicações no qual se justificam os 430 euros que os representantes da policia e da GNR reclamam para subsídio de risco.

No dia 21 de julho, quando a questão for debatida numa reunião no MAI, os elementos das forças de segurança prometem voltar a manifestar-se.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.