“É um grande projeto da diocese atual que olha para o Monte da Virgem como grande santuário mariano da região e do distrito. Estimamos que os projetos estejam prontos em 2020 para lançar a concurso em 2021”, disse, à agência Lusa, Eduardo Vítor Rodrigues.

Sem adiantar valores, o presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, confirmou que têm existido reuniões quer com a Confraria Monte da Virgem Imaculada quer com a Diocese do Porto, e avançou que esta autarquia está “disponível para um envolvimento ativo”, apontando: “Ainda não há perceção clara de orçamento. Não propriamente para um subsídio”.

“No início do próximo ano vamos avançar para projetos. A Câmara está empenhada e entusiasmada. O Monte da Virgem é extraordinário pela memória que encerra, é um pulmão verde e de grande interesse paisagístico. Vamos poder devolver o Monte da Virgem aos cidadãos, um espaço que hoje é de frequência reduzida e que está a necessitar de uma reabilitação profunda”, acrescentou o autarca de Gaia.

Na quarta-feira à noite, o bispo do Porto, Manuel Linda, revelou, através de uma publicação na rede social Twitter, que existe a intenção de requalificar o espaço do Monte da Virgem, em Vila Nova de Gaia, e ali edificar um novo templo.

“Reuni com a Confraria da Virgem Imaculada (Monte da Virgem, Gaia) para a revalorização do espaço e edificação de um novo templo. Com a bênção de Maria, será, certamente, o segundo maior santuário de Portugal, depois de Fátima. Haverá novidades brevemente”, escreveu, na quarta-feira à noite, Manuel Linda na rede social Twitter.

Contactada quinta-feira pela agência Lusa, fonte da Diocese do Porto confirmou que “esta semana ocorreram reuniões entre o bispo e a Confraria Monte da Virgem Imaculada”, frisando que “o projeto está numa fase muito embrionária”.

Em causa um estudo prévio que inclui pormenores que passam por exemplo pela possibilidade de eliminar o acesso automóvel para potenciar o uso pedonal e a criação de alguns elementos como um edifício de receção, galeria coberta para acolher peregrinos, residência paroquial, hotel abaixo da cota da rua do Monte da Virgem, varanda contemplativa, teleférico, sanitários e espaços de apoio.

A ambição dos responsáveis pela obra passa também por intervencionar a atual capela e criar acessos alternativos para automóvel.

Quanto ao novo templo, estão vários modelos em estudo, sendo que estes, além de configurações diferentes, têm também capacidades diferentes podendo ir de cerca de 3.000 lugares sentados até cerca de 8.600 lugares.

“Este é um espaço absolutamente emblemático e importante para Gaia”, disse Eduardo Vítor Rodrigues, enquanto na quinta-feira a Diocese do Porto apontou que o projeto “será algo que honrará muito a Diocese e o concelho de Vila Nova de Gaia”.

O santuário do Monte da Virgem localiza-se na margem esquerda do rio Douro, num extremo da freguesia de Oliveira do Douro, de frente para a cidade do Porto.

Inicialmente conhecido como Monte Grande, viu o seu nome alterar-se com a construção, iniciada em 1905, da Capela à Virgem Imaculada, inaugurada em 1937.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.