"De acordo com uma nota do Ministério da Saúde, o Governo decidiu reabrir o processo de candidatura, referindo que só o Porto, a par de Lisboa, ‘parece reunir condições para uma candidatura muito exigente e competitiva em termos europeus'", lê-se no comunicado enviado à agência Lusa.

O provedor da Misericórdia do Porto já havia manifestado o seu apoio ao presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, quando este mostrou disponibilidade para receber a Agência Europeia do Medicamento no Porto.

Numa nota então publicada, solicitou ao Governo que "divulgasse todos os estudos que justificavam, na altura, a sua opção esquecendo uma região e uma cidade com condições técnicas, humanas e financeiras para tal, e onde se situa o mais importante centro científico nesta área", que era o Porto.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.