Em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP refere que a divisão policial de Oeiras realizou, durante o dia de sábado, “uma operação especial de prevenção criminal” para garantir a segurança nas praias daquele concelho, uma das zonas onde se verifica um grande afluxo de pessoas e viaturas, bem como um maior número de utilizadores dos transportes públicos.

A Polícia de Segurança Pública refere que a operação, em que foram envolvidas várias valências da PSP, teve como principal objetivo a deteção de armas proibidas, muitas vezes utilizadas para crimes “profundamente lesivos da integridade física”, e para reforçar o sentimento de segurança das pessoas que se deslocam para estas praias.

A PSP avança que foram identificados e revistados várias dezenas de pessoas que se deslocavam para as praias, tendo resultado na detenção cinco suspeitos, dois dos quais por posse de armas proibidas, outros dois por falta de habilitação legal para conduzir e um por condução sob a influência de álcool.

Aquela força de segurança precisa que as armas apreendidas estavam na posse dos suspeitos e tratava-se de bastões criados “exclusivamente para serem empunhados como meio de agressão ou defesa”.

Os cinco detidos vão ser presentes ao Ministério Público de Oeiras na próxima terça-feira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.