"Trata-se de uma obra importante para o Barreiro, mas também para a estratégia de segurança do Ministério da Administração Interna (MAI). A segurança é essencial para a qualidade de vida das pessoas, mas também para o turismo e para o investimento estrangeiro", disse Eduardo Cabrita que presidiu à assinatura do auto de consignação da nova esquadra da PSP do Barreiro.

"Esta esquadra, que é importante para uma política de policiamento de proximidade, estará no centro da zona histórica do Barreiro e permite reforçar aquilo que é uma prioridade nacional - a imagem de segurança do país, da região e também do Barreiro", reforçou o governante, adiantando que a obra vai custar cerca de 755 mil euros.

A nova esquadra da PSP na zona do Barreiro Velho, que terá capacidade para um efetivo de cerca de 70 elementos, será instalada no antigo Café do Barreiro, um edifício com uma área global de cerca de 700 metros quadrados distribuídos por três pisos que foi construído no final do século XIX e que foi adquirido há cerca de 15 anos pela autarquia.

Durante a cerimónia de assinatura do auto de consignação para a requalificação do imóvel, o ministro da Administração Interna lembrou que a criminalidade violenta e grave - que na opinião do governante é a que mais afeta a perceção de insegurança das pessoas -, "baixou, o ano passado, 12,5% no Barreiro e 8% a nível nacional".

Eduardo Cabrita salientou também que é importante proporcionar "melhores condições de trabalho às mulheres e homens da Polícia de Segurança Pública" e afirmou-se satisfeito com a opção do município pela requalificação do antigo Café do Barreiro, espaço que frequentou durante anos e onde jogava ténis de mesa e snooker.

Para o presidente da Câmara Municipal, Frederico Rosa (PS), a nova esquadra da PSP do Barreiro contribui para uma maior proximidade da PSP, permite a "recuperação de um património lindíssimo e vai contribuir para a renovação da cidade do Barreiro".

Questionado pelos jornalistas sobre a degradação do edifício do Comando Distrital da PSP, em Setúbal, o ministro da Administração Interna reconheceu que se trata de um imóvel que precisa de ser requalificado.

"O Comando distrital de Setúbal está bem situado, na avenida Luísa Todi, precisa de intervenção de requalificação e vai ter. Neste momento não está prevista a mudança de instalações. Está prevista a requalificação", concluiu Eduardo Cabrita.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.