Em comunicado divulgado hoje, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP revela que os 28 cães, alguns dos quais crias, foram retirados de barracões localizados na freguesia da Penha de Franca, “que também são a residência da proprietária”, na sequência de uma denúncia remetida para o ‘email’ que a polícia tem para esse efeito (defesanimal@psp.pt).

Após a receção da denúncia, a PSP apurou que “a proprietária mantinha os animais sem ter procedido ao seu registo, vacinação e desparasitação”.

“Apesar da situação precária de habitabilidade, os canídeos não apresentavam sinais de desnutrição e/ou desidratação, contudo, os animais encontravam-se com parasitas e não estavam nem registados, nem vacinados”, é referido na nota.

Os animais foram, depois, recolhidos pela Casa dos Animais de Lisboa, “onde lhes serão prestados os devidos cuidados, por forma a que venham a ser responsavelmente adotados, facto para o qual a proprietária não se opôs”, é acrescentado.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.